domingo, 12 de junho de 2011

Em qualquer tempo e espaço



EM QUALQUER TEMPO E ESPAÇO


Parte-me a dor dos descasos teus,
a cobrir de miséria os sonhos meus,
não me permites opinar, apenas impõe,
que eu siga sem ti, você me propõe...

Mas a presença é sempre constante,
amor de verdade, no tempo não se perde,
renova-se e brilha em cada instante,
sendo somente a saudade que nos arde,

marcando  a vontade que não se perdeu,
o desejo que nunca se arrefeceu...
Seguimos longe, mas tão lado a lado,
que nem é preciso falar, sigo calado...

Escrevemos no espaço o nosso sentir,
onde sem dúvidas,  não estamos a fingir,
por saber que é o infinito que nos flori,
este amor, que todos os dias, sempre nos sorri.


Nice Aranha
Sereia Noturna

Um comentário:

ARAS disse...

Olá, Nice:
é de facto um prazer que você tenha "seguido" tb os meus blogs.
O seu está belíssimo e as suas Poesias me encantam.
Abração do
Antonio Rui