sexta-feira, 24 de maio de 2013

Preciso




PRECISO


do espaço vago entre silêncios,
da espera muda, a se estender,
do tempo certo, amadurecida,
na essência firme, do alvorecer.

Preciso tanto, das tais palavras,
ditas, cantadas, argumentadas...
Do som das vozes que atrapalham,
mas que também, nos ensinam algo,
entre as falácias e as concordâncias,
as alternâncias e as variantes,
fazem-me nova e aprendiz,
deste caminho, chamado vida.

Pois é assim, que preciso,
do diálogo sincero e verdadeiro,
fiel, amigo e companheiro,
não implorado e suplicado,
mas merecido e conquistado.

Preciso, sim, do amor em mim,
do amor de ti, do amor em nós!
Preciso da luz, sem nenhum fosco,
brilhando sempre, junto conosco.

E em algum lugar, esperas as falas,
da voz que grita, suplica e ama,
pois sabes bem, que não alisam apenas,
de puras sedas e de lindas flores,
as pronúncias de quem,
de verdade, quer bem.


Nice Aranha
Sereia Noturna



Nas ondas deste mar


 
 
 
NAS ONDAS DESTE MAR
 
 
onde forte e calma, 
sopram ventos, ondas tantas,
de alegria, me encanta,
na batalha dos meus dias,
mas nas noites ao deitar-me,
pensamento, então, viaja,
e sem que o passado haja,
o presente, me embriaga,
recorações se fazem lentas,
e de esperanças, alimentas,
emoções que fluem vivas,
realidades incontidas,
remontam os nossos sonhos,
com carinhos tão risonhos,
onde brilham com paixão,
os olhos meus,  revendo os teus,
no temporal destes desejos,
entreleçados em teus beijos.


Nice Aranha
Sereia Noturna



segunda-feira, 20 de maio de 2013

Aprendo




APRENDO


Nas vagas horas de angústia,
onde o passado teima em reinar,
cubro com o canto da esperança,
o luzir de mais uma vitória...

Não entrego-me a dor do ontem,
nem revigoro o sofrer de outrora,
pois que na alma emerge resplandecente,
a figura inocente do futuro porvir.

Sou ainda um mero começo,
que recomeça a cada amanhecer,
na luta etérea pela felicidade,
no rumo certo da maturidade.

Não mais me deito no berço vazio,
entre rosas e luzes, ergo-me lenta,
sem pressa para não mais errar,
e seguir em frente, sempre a amar.


Nice Aranha
Sereia Noturna

quinta-feira, 16 de maio de 2013

Olhando o Horizonte



OLHANDO O HORIZONTE


Hoje só, olhando o horizonte,
recordo os momentos do ontem,
onde juntos a felicidade escrevíamos.

Hoje, sem entender o que passou,
porque o vento, nos afastou,
mergulho na ausência tola,
que o coração destrói...

Hoje, esperando por uma luz,
carrego o peso da minha cruz,
sorrindo lágrimas de dor,
deixadas por um grande amor...

Hoje, sem a alegria dos dias,
fantasio as belas melodias,
do sonho adiado, mais uma vez...

Hoje, sem você comigo,
sigo sozinha, pensando,
acreditando num futuro porvir,
onde voltarei a sorrir!


Nice Aranha
Sereia Noturna

quarta-feira, 15 de maio de 2013

Separação de Amor




SEPARAÇÃO DE AMOR


Separar é repartir ao meio
o que antes era inteiro...
Separar é dividir ao meio
o que antes era verdadeiro...

Meios que se partem novamente
em busca de ser inteiro verdadeiramente.

Separar é repartir ao meio, não tem jeito,
o que antes era inteiro...
Separar é dividir ao meio, cortar com efeito,
o que antes era muito verdadeiro...

Meios que se partem novamente
em busca de ser inteiro verdadeiramente,
que podem ou não ser inteiro de novo,
pois que, o amor de verdade, não se encontra toda hora.



Nice Aranha
Sereia Noturna

quinta-feira, 9 de maio de 2013

Segundo parto prá vida




SEGUNDO PARTO PRÁ VIDA



Pergunto-me após o infarto,
qual meu destino de fato.

Pergunto-me a cada instante,
que há de interessante,
na vida, na luta, na mente,
e tão gratificante,
resposta me vem de pronto,
felicidade é a busca maior,
trazendo o amor ao redor.

E depois de passada dor,
só da alegria me farto,
pois só com teu amor,
renasço prá vida, em parto!


Nice Aranha
Sereia Noturna