quinta-feira, 7 de agosto de 2008

Alvorada do Amor




--------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ -----------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ ------
ﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ             ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ



Alvorada do Amor

Não eram falsas todas as minhas juras,
E nem mesmo ingênuas, nem impensadas.
Como eram boas e felizes, loucuras,
De amor tão forte, bem representadas.

No sincero sorriso, nossas curas,
Entrelaçados destinos, mãos dadas,
Juntas por sorte as nossas travessuras,
Uniam almas em lindas alvoradas.

Onde a candura, faz morada e brilha,
Corações se acoplam na eternidade,
E se perdem nesta cumplicidade,

Razão se filia a emoção, quando trilha,
E ruma em busca da felicidade,
Onde tu e eu seremos, complexidade.



Nice Aranha
Sereia Noturna


 ﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ             ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ
--------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ -----------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ ------


Um comentário:

Marcos disse...

Minha amiga!!! Sou um leitor assíduo de grandes escritores, mas o que li hoje me deixou surpreso e feliz de ser Amigo de uma escritora com uma sensibilidade incrivel.
Sou seu mais novo Fã e vc está de Parabéns.
Vou me interar mais no seu "BLOGGER" e depois voltamos a conversar OK ????
MARAVILHOSA "Inefável"