domingo, 7 de outubro de 2007

Anos


--------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ -----------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ ------
ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ             ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ


Anos

Que pese os anos sobre meus ombros,
Trocando ansiedade por sabedoria.
Que pese os anos sobre meus ombros,
Fazendo-me crescer dia a dia.

Que não pese os anos sobre os meus ombros,
Fazendo meu corpo se fragilizar.
Que não pese os anos sobre os meus ombros,
Deixando-me cansar.

Que sejam anos sobre os meus ombros,
De paciência e amor.
Que sejam anos sobre meus ombros,
De puro êxtase e calor.

Que não sejam pesos de dor
Sobre os meus ombros, a saudade.
Mas sejam, pesos em flor,
Sobre meus ombros, a felicidade.

Nice Aranha – 2003

Sereia Noturna

ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ             ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ
--------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ -----------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ ------

Um comentário:

Odaléa disse...

ESTE POEMA É PRÁS COROAS? rtsrsrsr
TÁ ÓTIMO, AMEI!
ADORO A NOSSA MATURIDADE!
ADORO TER ESTA IDADE!
NÃO TROCARIA MEUS 45 ANOS POR NENHUMA IDADE, NESTA VIDA...SÓ PELOS 46...rsrsrsrs
BJS!