segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Meu Senhor





 As pessoas costumam dizer que o amor é cego, não acredito nisto. O amor, vê tudo, tudo sabe, tudo sente... O amor ama o externo e o interno da pessoa... O amor tem cheiro, sabor, desejo... O amor é verdade, é intenso... Supera as barreiras e vive apesar das distâncias e do tempo. Amor quando é amor não acaba nunca... Insiste, persiste... O amor pode estar perto, estar longe, mas o amor nos pega de jeito e meio sem jeito seguimos... O amor amadurece e nos rejuvenesce... O amor é o sentir mais belo, que nos faz jovens... O amor é assim, inexplicável, eternamente registrado... Sorriso bobo, sozinho em nossos lábios e olhar...Vibrante quando à frente do ser amado... E eu nesta tentativa de definir o indefinível, sigo versando pelas ondas da poesia... Mas sei, as palavras não suportam a intensidade deste sentir... Ah, amor, se pudesse defini-lo, não seria AMOR...


Nice Aranha


MEU SENHOR


Nada mudou dentro de mim
o quê já era grande, permanece,
o quê disse ser eterno, o é,
mesmo que as circunstâncias
nos afastem ou aproximem,
mesmo que as dificuldades,
sejam menores ou maiores,
assim como as marés, ocasiões,
são momentos e estes passam,
o quê não muda, é que te amo,
e assim para sempre será...

Nada mudou dentro de mim
a saudade vai e vem
a cada sinal te procura
mas no coração e na mente,
sempre estais, pois aqui é teu lugar,
antes, agora e depois,
mesmo que não saibas,
é aqui que sempre vais estar...

Desde sempre eu te quis,
e para sempre vou querer...
E em mim, um sentimento,
faz parte de meu contentamento,
saber que a qualquer momento,
sentirás a verdade, que teimo em dizer:
te adoro, te adoro, te adoro...
E que tanto teimas, e insiste, duvidar,

mas vais acreditar, o tempo vai mostrar,
que é aqui o teu lugar,
e é aqui, que sempre vais estar!


Nice Aranha
Sereia Noturna

Nenhum comentário: