quarta-feira, 15 de julho de 2009

Ao som do Amor





--------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ -----------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ ------
ﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ             ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ


Ao som do Amor


Sou espaço entre dois travessões,
Compasso de arte e sedução,
Completa e perfeita afinação,
Na pauta de todas as emoções.

Sou o tempo marcado e pausado,
Entre as notas marcadas da clave,
Colorido e andamento requintado,
Tocado suave e vivaz enclave...

Sou a quiáltera e a fermata,
Harmonia de toda uma história.
A paz e o fervor, pura melodia,
O som, a energia, a nata!

Andarilho de encantos, colchetes,
Em tua partitura riscados sonhos.
Na vida o brilho e os enfeites,
Das noites e dias, deleites!

Sou apenas o vazio e o cheio,
Antes e depois, agora recreio.
Verdade com ponto de aumento,
Amor revelado sob o firmamento.


Nice Aranha
Sereia Noturna


ﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ             ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ
--------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ -----------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ ------

Um comentário:

Carlos Durães disse...

Ler seus poemas é ficar um ponto de exclamação com prazer!