segunda-feira, 30 de maio de 2011

Oca Solidão


OCA SOLIDÃO




Procuro preencher um espaço vago,

um buraco enorme em meu peito,

que tenta sorrir meio sem jeito,

a espera de um real afago...



Sorrateira madrasta da alegria,

que penetra o coração,

esperança teimosa, cheia de emoção,

que faz os lábios sorrirem de dia,



e os olhos marejarem à noite,

aperta, deixa marca, machuca,

saber que a solidão não caduca,

insistente, fere como o açoite.





Nice Aranha
Sereia Noturna

domingo, 29 de maio de 2011

Tempo que segue



TEMPO QUE SEGUE


O tempo segue,
se esvai entre os dedos,
segue rápido
levando a juventude
vai ligeiro
trazendo a vivência,
o corpo cansado...

O tempo segue,
sem dó nem piedade,
segue rápido
ditando suas regras,
vai ligeiro,
mostrando a finitude,
levando os que amamos...

O tempo segue
leva consigo os ponteiros,
segue rápido,
o adeus dá a mocidade,
vai ligeiro,
deixando a consciência,
de que tudo é passado...

O tempo segue,
e sem qualquer maldade,
segue rápido,
entre sonhos e esperanças,
vai ligeiro,
deixando a saudade,
a única certeza, que deixamos...


Nice Aranha
Sereia Noturna

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Minha Partitura



MINHA PARTITURA






Sobre ti desenho todas as notas,

pausando cada carinho que posto,

breviando o sabor deste momento,



e fermato o exato compasso,

que expressa a sensação deste ato,

regado de estilo e muita harmonia,



onde retrato os pontos e relato,

na sonoridade toda a nossa vontade,

arpejando o eterno entre as pautas,



no rítmo do sempre a nossa melodia,

infinita obra que se perpetua,

regida pelo amor que nos pactua.





Nice Aranha
Sereia Noturna

Todos os caminhos, um só caminho


TODOS OS CAMINHOS, UM SÓ CAMINHO






Cruzando terras, céus e mares,

sempre contigo!



Caminho pelas estradas de luz

que tenho sob os meus pés,

o coração cheio, bem carregado,

de amor segue esta trilha.



Conhecer-te...



Cada dia como se o primeiro fosse,

em teor de alegria, contentamento,

mas sendo somatória de felicidade,

acrescida de um querer que não se esgota.



Vôo pelos céus que a ti conduz

navego na esperança e sobre o convés,

olho o horizonte a buscar-te enamorado,

e é quando a sorte de todas a sortes, brilha,



Possuir-te...



E entregar-me, intensa, completa, teu doce,

ao mais completo e infinito sentimento,

amor verdadeiro, companheiro, raridade

que nos abençoa meu anjo, felicita e conforta.



Cruzando terras, céus e mares,

sempre contigo!





Nice Aranha
Sereia Noturna

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Reencontro



REENCONTRO


Encontre-me de novo,
reascenda a luz que ofuscou
faça-me crer  que vale à pena,
permita-me sentir intensamente,

que a magia não acabou,
que ainda sou tua pequena,
arranca esta dor que ficou,
desde o instante do adeus,

permita-me renascer,
acreditar que pode ser,
não deixes quaisquer dúvidas,
apenas proves, o quê estas a dizer.


Nice Aranha
Sereia Noturna

terça-feira, 24 de maio de 2011

Sons do Amor



SONS DO AMOR






Amo-te agora sem pressa,

no aconchego do nosso leito,

luzes de velas acesas,

suave noite a cobrir o céu,



no sereno que nos aventura,

entre beijos enamorados,

sussurramos palavras,

gememos no mesmo tom.



Amo-te agora com pressa,

depois, deito sobre teu peito,

e apesar de tantas estrelas,

é o amor que se veste de véu,



nossa mais bela escultura,

corpos sedentos apaixonados,

num mesmo compasso, em brasas,

compõem o perfeito som.





Nice Aranha

Sereia Noturna

Que dizer?




QUE DIZER?...





Que dizer da angústia de ter-te longe,

morando em meu peito, tão perto...

Que dizer da saudade insistente,

se vives em meu coração, é certo.



Se em minha pele ainda sinto teu toque,

se meu corpo responde a tua memória,

que faço com o tempo que não passa,

ao mesmo tempo que acelera, se apressa,



rumo ao prumo de ter-me em teus braços,

novamente envolta a inúmeros carinhos,

repletos de desejos, beijos e enlevos,

onde juntos somos... Jovens, longevos,



essência do infinito sentir?!



Que dizer?!





Nice Aranha
Sereia Noturna

Musa Talvez



MUSA TALVEZ






Posso ser apenas a musa

aquela que amas a escusa,

que sonhas até acordado,

mas que negas ficar ao lado,



ou não, ser apenas intrusa,

que o pensamento acusa,

e o sentir deixa atordoado,

sem saber estar apaixonado.



Ser nada... Aquela a quem usa,

como mera inspiração. E confusa,

pergunto-me qual o significado,

se estou louca e você alucinado?!



Ou ainda ser tudo, quem cruza

teu caminho ou nele se inclusa,

para pelo eterno ser abençoado,

o sentir mais belo, enraizado.





Nice Aranha

Sereia Noturna

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Ferida Aberta



FERIDA ABERTA






Passam-se os dias,

foram-se as alegrias,

restou somente a lembrança,

coisa de quem tem esperança.



Sofri a partida abrupta,

a ausência, ininterrupta,

agora a vida mudou,

algo em mim, dentro secou.



Ouso tentar acreditar,

num novo momento amar,

mas a marca ainda é forte,

aperta, corrói, parece um corte,



que não cicatriza e fere,

sempre esta à flor da pele,

e não permite-me jogar,

inquieta, deste mal quero sarar.





Nice Aranha
Sereia Noturna

sábado, 14 de maio de 2011

Sem Esperas






SEM ESPERAS


Um dia acreditei nas palavras,
nas promessas, nas juras,
nas rosas que seriam constantes,
nos encontros que seriam frequentes...

Acreditei cegamente,
entreguei-me, arrisquei-me,
aventurei-me entre os versos,
apostei nos imperiosos recados...

Viajei pelo mundo dos sonhos
que na realidade os parecia viver,
até que um dia, sem entender,
as palavras tornaram-se frias,
e o choro tomou conta dos dias.

As rosas eram para outras,
as promessas eram treinos
para dizer a outras moças,
para encantar outras donzelas.

Acreditar que me amas,
é absurdo imaginar,
não mais sonho lindos versos,
vivo, não mais de tais esperas.


Nice Aranha
Sereia Noturna

Antes de Adormecer



ANTES DE ADORMECER



Aconchego-me em teu peito,
o braço nele se apóia,
as  mãos o acariciam

deitada ao teu lado,
sinto-me viva, contente,
o ar é mais puro...

Encanto-me com o teu jeito,
meio homem, meio menino,
e ao teu abraço me rendo,

sentindo o teu calor repouso,
tranquila, serena, amando,
instante este que  me entrego,

verdadeira e  inteira,
ao amor que não tem medida,
que me faz a tua mulher-menina.


Nice Aranha
Sereia Noturna

quinta-feira, 12 de maio de 2011

Momento Mágico





MOMENTO MÁGICO




Fortes e audazes prazeres,

se unem a vontade incessante,

de querer-te mais a cada instante,

de amar-te mais, meu tesouro.



Descoberta estonteante,

repleta de alegria, envolta de vida,

sabor chorado em breve partida,

que apenas prenuncia a volta,



volta certa, eis que no peito mora,

reside, faz morada eterna o teu ser,

magnífico, empolgante, fascinante,

a quem me entrego inteira, completa.



E assim como o dia em cada aurora,

renasce junto ao amor que se renova,

tu me tomas e possui, corpo e alma,

e elegantemente, reconforta, acalma.



Não é à toa que em mim faz morada,

entontece, enobrece, agiganta,

pois perdida em teus braços, encontro-me,

faço sentido, sinto-me viva, inteira.



Ao ver-me em teus olhos, enamorada,

nossa, é demais, inexplicável, me encanta,

o brilho, o sorriso, os lábios... Sinto-me,

tua, tão tua, quanto mágico é ser tua companheira!




Nice Aranha
Sereia Noturna

terça-feira, 3 de maio de 2011

Será? Não sei.



SERÁ? NÃO SEI.





Será que as palavras, encantos se tornam,

quando nossos pensamentos se comunicam

e em forma de versos se declaram?



Será que o tempo e a distância,

não apagaram toda a importância,

do sentir que nos quer a constância?



Será que a vontade no passado nascida,

não padeceu, e ainda presente se faz,

e prá perto um do outro de novo nos traz?



Será, que o sonho e o forte desejo,

permitido e vivido ao sabor do beijo,

serão a vida e a razão, o nosso cortejo?



Não sei responder ao destino,

tudo é tão recente e tão distante,

tão verdadeiro e tão constante,



os livros, os filmes e o imenso calor,

que clamam às alturas com todo fervor,

viver e reviver, este intenso amor.





Nice Aranha
Sereia Noturna

segunda-feira, 2 de maio de 2011

Magia da Vida





MAGIA DA VIDA





Preciso que me permitas te amar,

com toda a fúria e calma de nossa ânsia,

preciso que me ames, sem pestanejar,

todo este mistério e a nossa volúpia,



preciso de ti, como do sol e da lua,

ser inteira tua, vestida e nua,

preciso ser tua, minha alma autua,

e o meu coração então pactua,



que os caminhos se abram,

e o futuro, de presente, se cubra,

porque para aqueles que amam,

a vida é mágica, feliz aventura.




Nice Aranha
Sereia Noturna