quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Beijo Último





-------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ -----------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ ------
ﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ             ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ





BEIJO ÚLTIMO


De sentir-me assim esmolecida,
Tal qual Bela Adormecida,
Último unir de lábios,
Que das vozes, já foram sábios...

Em mazelas, de gestos de ir e vir,
A sanidade ter, e transgredir.
Fechar os olhos cambaleantes,
Lembrando histórias, amantes...

Dos instantes outrora vividos,
Desejos há muito supridos,
Etéreas lembranças em sonhos,
Perdidos, entregues, risonhos...

Sentir o sabor do êxtase,
De ser e ter a ênfase,
Essência da carência ausente,
Por tê-lo ao meu lado, contente.

Na delícia do instante primeiro,
Repetidas vezes, selados sensores,
Corpos, prazeres, amores...
Que ainda, último sendo, é o pioneiro!


Nice Aranha
Sereia Noturna



ﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ             ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ

-------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ -----------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ ------




terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Passos do Tempo




-------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ -----------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ ------
ﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ             ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ







PASSOS DO TEMPO


O tempo passa rápido, tão rápido,

que não vemos bem o quê importa,

e o desperdiçamos com sutilezas,

coisas sem importância...



O tempo passa, passa tão depressa,

que só quando ele passa, nos damos conta,

que a vida passa com ele,

e o quê vale, muitas vezes é esquecido...



O tempo passa e com ele passamos,

horas, dias, semanas, meses, anos...

Amamos, sofremos, seguimos,

do tudo e do nada, somos eternos herdeiros...



Sim, o tempo passa, e sem tempo de parar,

desliza sempre sem se esquivar...



Ah o tempo! Este tempo que passa,

passa sempre sem ficar,

marca sempre o nosso passo, até fincar,

nosso passo à contragosto pelo ar!



Nice Aranha
Sereia Noturna





ﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ             ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ

-------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ -----------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ ------

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

UNIÃO NECESSÁRIA





-------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ -----------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ ------
ﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ             ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ








UNIÃO NECESSÁRIA



Fartam-me os descasos, os esquecimentos,

os abandonos e os lamentos...

Dores de um povo, de uma vida, que inquietos,

corroem a felicidade de nossos corações.



Cansam-me as tarefas ineficazes,

os árduos trabalhos desnecessários,

enquanto reclamam pessoas, atenção,

saudades, vontades, amores, reflexão.



Somos mais que computadores,

na vida criaturas e inspiradores,

damos o nosso suor, a nossa labuta,

na intenção de melhor viver.



Como precisamos de mais,

mais valores, carinhos, fé, poder...

Precisamos de nós, não nos esquecer,

para juntos construirmos, ao invés de morrer.



Nice Aranha
Sereia Noturna




ﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ             ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ

-------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ -----------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ ------

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

CORTINAS FECHADAS





-------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ -----------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ ------
ﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ             ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ








CORTINAS FECHADAS



Que finas sedas tocam-me a alma,

fazendo-me sentir suave carinho,

afastando as dores e os pesares,

trazendo encantos entre as flores?



Ah, são finas sedas, que com calma,

abraçam o corpo, confortam o espírito,

arrepiam a pele, fecham os olhos,

adentram os poros, iluminam as poses.



Fazem-me estático sobre o túmulo,

um belo pássaro sobre os céus,

tornam-me etéreo, no infinito,

enorme o saber que então, acumulo.



Se ficas, perdoe, apenas recorde-me,

do bem, às vezes, que eu ousei,

esqueças as falhas que logo passam,

e se perdem na terra, nosso sepulcro.



Num altar de paz e esperança,

teças com fé e benevolença,

a lembrança, sensata e exata,

daquele, a quem tanto ama!




Nice Aranha
Sereia Noturna


ﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ             ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ

-------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ -----------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ -------