sábado, 30 de agosto de 2008

Reminiscência



--------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ -----------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ ------
ﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ             ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ


Reminiscência

Vou tentar partir de um novo começo,
Entre os desejos repetidos beijos,
Os meus e os teus, nossos segredos juntos,
Emoção tão louca que não tem preço.

Levando sempre entre profundos versos,
Fundamento certo, de amor intenso,
Esperar comprometimento imenso,
E atrevemo-nos, a viver conversos.

De dor, de riso, choro e alegria findos,
De sonhos e verdades não esquecidos,
E em nossos corpos bem mais que aquecidos,
No prazer imerso e tesão vividos!

Ir reescrevendo toda nossa história,
Onde seremos mais, real a memória!

Nice Aranha


ﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ             ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ
--------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ -----------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ ------

Revelação



--------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ -----------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ ------
ﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ             ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ


Revelação

Um olhar então trocamos,
E as palavras proferimos.
Mas quando nos despedimos,
Uma dor foi nos ferindo.

De repente nos tocamos,
Que nós dois nos decidimos,
Um pelo outro, nos pedimos,
Emoção que vem surgindo.

Tantos dias nos topamos,
E de tantas coisas rimos,
Mas enquanto nós dormimos,
Foi o tempo expandindo.

Será tarde, demoramos?
Ou há tempo de abrirmos,
Corações e alma, e irmos,
Sedução nos auferindo?

Volte logo, nos amamos,
Não adianta mais fugirmos,
Melhor mesmo reagirmos,
O amor ir descobrindo.

Nice Aranha


ﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ             ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ
--------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ -----------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ ------

quarta-feira, 27 de agosto de 2008

Armaria "in love"



--------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ -----------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ ------
ﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ             ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ


Armaria "in love"


Perdida, pelejo neste mundo atroz,
Enquanto silente permanece a voz,
Desencadeando gritos, abafados,
Que em glória ergue, desejos teus trancados.

Insídia, entre o amor e a guerra, ditos,
Que não sei, são glórias ou então, malditos.
Sentimentos tolos ou fortes, peço,
O improviso certo, deste começo,

Onde elevo vida e a esperança eu crio,
Falando em versos, este sangrar em brio.
Ir ver renascendo, entre o calor e o frio,

Aplaudidos laços, de amor infindos,
Não mais merecem, zelos tão fingidos,
Sendo a arma agora, de amor protegidos.

Nice Aranha


ﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ             ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ
--------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ -----------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ ------

terça-feira, 26 de agosto de 2008

Entrelaçar



--------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ -----------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ ------
ﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ             ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ


Entrelaçar

Nestas minhas mãos ainda pesam,
Toda esta responsabilidade.
E nas delicadas mãos se deitam,
A tal forte dor, desta saudade.

Enquanto neste peito se guardam,
O amor e a eterna felicidade.
E os nossos lábios certos se esperam,
Em uma total cumplicidade.

Faço dos versos meu alento. Jorram,
meu sentir e desejo, ansiedade,
Os olhos refletidos, raridade.

Onde as almas juntas então se amam,
Concretizando nossa verdade,
Sermos nós um só, fatalidade!

Nice Aranha



ﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ             ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ
--------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ -----------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ ------

Amizade



--------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ -----------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ ------
ﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ             ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ


Amizade

Na virtual esfera dos acontecimentos,
Entre letras e pensamentos,
Fomos aos poucos construindo momentos,
Onde a amizade, consolidou sentimentos.

Agora parte somos dos testamentos,
De durar em vida e morte, atrevimentos.
Sinceros elos, reais crescimentos.
De vitais comprometimentos.

Manter acessa chama, sem aprisionamentos,
De felicidade eternos contentamentos,
Ser estima, fiel, os envolvimentos.

Agora, à noite um sonho presto, encantamentos,
sorrir, chorar, viver, amar, sem sofrimentos,
Vai meu desejo de alegria, paz em rendimentos!

Nice Aranha


ﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ             ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ
--------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ -----------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ ------

Meu Rei?



--------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ -----------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ ------
ﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ             ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ


Meu rei?

Serei ou não, ainda não sei,
Da alegria toda a magia,
Se com você me deitei,
No sonho e verdade. Noite e dia.

Paixão, emoção, amor, direi,
Depois de um tempo, poesia?
Só então, de certo, saberei,
Se juntos seremos a melodia.

Harmonioso arpejo fechei,
Se meu rei em mim se fia,
Nos compassos, que toquei,
Minha alma se alumia.

Prá findar o solo, eu dei,
na bandeja coração, vadia,
Quer saltar do peito, é lei,
Entregar-se ao amor, não mais tardia!

Nice Aranha


ﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ             ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ
--------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ -----------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ ------

segunda-feira, 18 de agosto de 2008

Efígie




--------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ -----------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ ------
ﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ             ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ




Efígie



Faço de nossos sonhos a esperança,
Exata medida entre a vida e a magia,
No sorriso que dos meus lábios, plagia,
A sincera inocência ainda criança.

Insisto nos moldes, amor em lança,
E persisto seguir esta fantasia,
Que de tão viva em meu peito, tal energia,
Em verdade expande-se na confiança.

De ser o meu ser em teu ser, a alegria,
Misturando este efêmero e infinito,
Numa moldura de arte em minhas mãos.

Teu semblante que a inspiração contagia,
Nesta sedução que eu então me permito,
E me entrego toda, sem quaisquer nãos.



Nice Aranha
Sereia Noturna


ﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ             ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ
--------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ -----------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ ------

Amor Sobejo





--------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ -----------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ ------
ﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ             ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ




Amor Sobejo

Sinto o corpo em chamas, desesperado,
No transcorrer da noite, paulatino,
pelo encontro com o teu, alucinado,
Desalinho feito, meu amor atino.

Juízo certo, que sou predestinado,
E em tuas curvas, o meu fervor latino,
A ti é devoto, todo enamorado,
No futuro então, entrego-me, patino...

A sua mercê, inteiro na eternidade,
Na canção, tal harmonia, futuro arpejo,
Aprendendo a sedução em nosso beijo.

Caliente, ardente, tal felicidade,
Se perde na esperança do desejo,
De ser prá sempre, nosso amor sobejo!

Nice Aranha
Sereia Noturna




ﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ             ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ
--------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ -----------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ ------

sábado, 16 de agosto de 2008

Da Noite pro Dia





--------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ -----------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ ------
ﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ             ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ






Da Noite pro Dia

 
O cansaço chega depressa, acena,
olhos se fecham, o sono se impõe,
enquanto esta jovem poeta compõe,
alguns pequenos versos... Noite amena,

poucas estrelas descortinam. Céu,
vasto entre o azul e a escuridão. Repouso,
o corpo exausto cede ao apelo, um pouso,
na imaginação e ilusão do sonho. Léu,

de viajar no eterno, todo impossível,
transpondo barreiras, tornando viável,
cortando as saudades, felicidade!

E livrando-se das amarras, crível,
encontrando o amor sereno confiável,
na esperança do dia, fatalidade!



Nice Aranha

Sereia Noturna


 ﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ             ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ
--------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ -----------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ ------

sábado, 9 de agosto de 2008

Âncora do Amor





--------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ -----------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ ------
ﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ             ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ




Âncora do Amor



Quero viajar por entre os sonhos,
Perder-me toda na fantasia,
Refrescar-me nestas ilusões,
E embebedar-me nesta magia.


De sentir teu amor em mim viver,
Noite e dia, bel prazer, realizar...
E o meu em ti, prá sempre escrever,
Eternamente, só a ti, hei de amar.


Ao velejar por estes mares,
Salgadas águas a nos banhar,
Prá na areia fina nos aportar.


Sangrar a alma, em teus cantares,
E sentir o arrepio no corpo ao ar,
Enquanto nos cobre, a onda do mar.



Nice Aranha
SereiaNoturna


ﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ             ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ
--------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ -----------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ ------

quinta-feira, 7 de agosto de 2008

Alvorada do Amor




--------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ -----------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ ------
ﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ             ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ




Alvorada do Amor



Não eram falsas todas as minhas juras,
E nem mesmo ingênuas, nem impensadas.
Como eram boas e felizes, loucuras,
De amor tão forte, bem representadas.

No sincero sorriso, nossas curas,
Entrelaçados destinos, mãos dadas,
Juntas por sorte as nossas travessuras,
Uniam almas em lindas alvoradas.

Onde a candura, faz morada e brilha,
Corações se acoplam na eternidade,
E se perdem nesta cumplicidade,

Razão se filia a emoção, quando trilha,
E ruma em busca da felicidade,
Onde tu e eu seremos, complexidade.



Nice Aranha
Sereia Noturna

 ﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ             ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ
--------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ -----------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ ------


segunda-feira, 4 de agosto de 2008

Súplica de Amor





--------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ -----------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ ------
ﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ             ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ



 Súplica de Amor


Ó meu amado, onde andas, que eu não te vejo,
E se quando chega a noite eu adormeço,
Desejando o sentir que eu não sobejo,
Mas que em meu leito, te quero e mereço.


Ó meu amado, sei que tu, me procuras,
E tens; tens por mim, muito mais que apreço,
Me encontras em tuas insanas loucuras,
Devaneios que eu sorvo em breve lampejo.


E na esperança de sentir teus olhos,
Sobre meu corpo pesar, eu te rogo,
Venhas, não tardes demais, venha logo.


Quero num mesmo compasso o epílogo,
Ser apenas o marco dos inícios,
Princípios tantos, deste amor, em vícios!


Nice Aranha

Sereia Noturna


 ﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ             ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ
--------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ -----------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ ------

Inefável





--------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ -----------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ ------
ﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ             ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ




Inefável

Eu sinto na pele, em cada pedaço,
Brilhar a natureza em mim... Seduz,
a alma, arde o fogo, calor, abraço,
Que devagar me dominando, induz.

De repente neste pequeno espaço,
Senti-me inteira, completa, cheia de luz.
E desvencilhando-me do embaraço,
Todo e qualquer carregado como a cruz.

Então refiz projetos, viajei à tempo,
De voar nos sonhos e sem contratempo,
Alcançar os meios, descobrir desejos,

Navegando, não como passatempo,
Só para viver, este ardil momento,
Ser inefável, ao sabor dos beijos!

Nice Aranha



ﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ             ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ
--------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ -----------ﺊﺋﷲﻼ'ﻼﷲﺅ ------

Sonho de Poeta





Sonetos Comunitários
Comunidade do orkut



Sonho de Poeta (Nice)

Eu sonhei um dia amanhecer poeta
Escrever versos e cantar o amor
Viver palavras, ser um trovador,
pois que essa, então, seria minha meta. (Ilnea)

Sonhei um dia proferir a seta,
De cúpido alado, meu riscado,
Cantando a cor, e o semitonado,
Aumentando sempre o amor que afeta. (Nice)

Inundando corações, com emoções,
Fortes e ardentes, assim surpreendentes,
Num canto riscado, sobre o papel. (Nice)

Num canto suave: frases, orações,
Em cuja palavra há corpos e mentes,
Assim, docemente, me sinto no céu!(Dete)